quarta-feira, 18 de março de 2015

Dia Internacional da Síndrome de Down

   Dia 21 de março é o dia da pessoa com Síndrome de Down. É comemorado para conscientizar a sociedade da Síndrome e dizer não ao preconceito, bem como,  proporcionar reflexões dos direitos á inclusão.
             O médico britânico John Langdon Down descreveu a síndrome em 1862, originando seu nome. Jérôme Lejeune descobriu a causa genética em 1958. A existência da cópia extra no cromossomo 21, ou trissomia 21. Considerado um acidente genético, a trissomia 21 acontece no instante da concepção, ocorrendo assim em 95% dos casos de Síndrome de Down.
 
             A data, 21 de março foi escolhida como o Dia Internacional da Síndrome de Down fazendo referência a divisão dos cromossomos (21/03), aludindo assim ao par 21 que possui 3 cromossomos.A proposta foi feita pela Down Syndrome International, seguindo ideia de Stylianos E. Antonorakis, geneticista da Universidade de Genebra, estudioso do assunto, sendo referendada pela Organização das Nações Unidas, fazendo parte do seu calendário oficial. A data é comemorada por todos os países-membros.
             A Síndrome de Down não é uma doença. As características físicas de pessoas com Down são semelhantes mas seu desenvolvimento depende dos comprometimentos intelectual, físico e/ ou sensorial, em grau de severidade e da estimulação precoce a que forem sujeitas.  Deve ser realizada logo após o diagnóstico da Síndrome, onde os pais são os responsáveis em procurar os recursos, contribuindo para um melhor desenvolvimento da criança.
            Nas escolas do município de Rio Negrinho, o departamento de  Educação Infantil até os anos finais do Ensino Fundamental, estão matriculados  quatro alunos com a Síndrome de Down. Eles recebem o Atendimento Educacional Especializado, tornando possível a preparação para um desenvolvimento de maneira natural, estimulando suas limitações e proporcionando, além da integração o direito a inclusão. As escolas de nosso município estão aptas a oferecer a matrícula a esses alunos, bem como o atendimento aos pais que tiverem dúvidas quanto aos direitos dos quais seus filhos possuem.
 

            Como em qualquer outra deficiência, a Síndrome de Down, necessita ser encarada com naturalidade, para que todos possam contribuir para o aprendizado dessas pessoas. São direitos de todos, com ou sem Síndrome, fazer parte da convivência social e frequentar uma escola de Ensino Regular.
 
            Que esse dia de conscientização faça a diferença na vida de todas as pessoas, pois não haveria luta por direitos se todos soubessem que “o normal” é incluir a partir do direito de nascer, com ou sem deficiência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário