terça-feira, 15 de abril de 2014

CMEI Espaço Criança desenvolve o Projeto Copa do Mundo


       De acordo com a diretora do Centro Municipal de Educação Infantil Espaço Criança do bairro Barro Preto, em Rio Negrinho, Janete Rosane Jantsch Hacke, a aprendizagem é um processo que vai além dos muros escolares. Pensando dessa forma eventos sociais, culturais e históricos passam a integrar o currículo escolar de formas diversas integrando a vida cotidiana aos estudos realizados nas escolas.
       
       “Um evento de grande importância que acontecerá em 2014 é a Copa do Mundo de Futebol sediada no Brasil. Buscando a ampliação dos conhecimentos sobre o assunto ainda em 2013 as professoras Lígia Purim da Costa Lobo Pavarin e Lucenir Inês Buchinger Pscheidt idealizaram um projeto, a ser implementado no ano letivo de 2014 com as suas turmas de nível III. Cada professora em seu CMEI, atendendo as expectativas particulares de suas classes e comunidades”, relata a diretora Janete.
       
          Iniciando o projeto e buscando sintonizar a turma com os familiares e com o assunto, durante o mês de março a Professora Lígia, no CMEI Espaço Criança, apresentou aos alunos o Mascote da Copa do Mundo, o “Fuleco” que na primeira fase do projeto, é sorteado diariamente. “Uma criança leva o “amiguinho” para casa, juntamente com o Baú de Histórias, contendo fichas informativas sobre o Brasil, nossa bandeira nacional, origem do Fuleco, o Tatu-bola da caatinga, logotipo da copa do mundo no Brasil 2014, e uma ficha com a história de um país participante da competição, trazendo informações culturais da nação e sua bandeira. Segue ainda um jogo de memória com as formas e cores da bandeira nacional brasileira, para que além da leitura e do convívio com o amigo de pelúcia a criança seja envolvida juntamente com a família em uma atividade que vai além da brincadeira”, afirmou Janete.

       Os objetivos do Projeto são: a ampliação do vocabulário, o desenvolvimento da oralidade, da atenção e o respeito bem como da autonomia e senso de responsabilidade, já que o mascote precisa ser entregue diariamente à turma com muito zelo para que os trabalhos tenham andamento e outros colegas passam compartilhar da experiência. “Assim que a totalidade de alunos da turma tenha sido contemplada com a visita do Fuleco em sua casa, será iniciada a 2ª fase do projeto onde as fichas lidas anteriormente formarão um livro que passará a fazer parte do baú de historias do Fuleco juntamente com outras atividades a serem realizadas em família. Assim até que o campeonato se inicie, efetivamente essas crianças terão um conhecimento mais amplo sobre aspectos culturais dos países”, finalizou a diretora Janete.



Nenhum comentário:

Postar um comentário